Relacionamentos Não Saudáveis

Pessoas agradáveis demais, gentis demais, maravilhosas demais… escondem uma falta, uma carência, um ponto negativo no seu interior. Como não sabem ou não conseguem resolver isso, automaticamente se tornam o oposto daquilo que naturalmente são. Elas são mestres em reconhecer a sua falha, a sua carência, a sua dor, o seu medo… e não medem esforços para te ajudar, ou seja, fazem ou falam exatamente aquilo que lhe agrada, lhe conforta, lhe acalma. E como você está frágil emocionalmente, você aceita isso e a encara como uma pessoa maravilhosa e incrível que surgiu na sua vida. Acredita que há tanto tempo necessitava de uma pessoa assim e finalmente a encontrou.
 
Cuidado!
 
Reveja seus conceitos e percepções. No fundo, esta pessoa pode estar querendo algo em troca, quer apenas o que ela deseja, por isso se comporta como um anjo ou uma fada realizadora dos seus desejos e anseios. Ela pode te usar, te abusar, te trair, te enganar, te iludir… até o momento que ela consiga o que deseja e suma, do nada, da sua vida.
 
E você irá se perguntar: “O que eu fiz de errado?”
 
Se parar para analisar o seu passado com ela, perceberá que houveram muitos momentos estranhos e anormais — ora ama, ora odeia; ora é super carinhosa, ora é séria demais e faz pouco caso; ora está super presente, ora some do nada sem dar satisfação. Enfim, não há uma constância de sentimentos, exatamente porque a pessoa não está sendo ela mesma, natural. Uma hora ela se cansa desse fingimento, desse esforço não natural. Necessita de um tempo de descanso, paz e tranquilidade. É como se ela pensasse assim: “Ah, eu tenho que fazer dessa maneira, elogiar, mandar mensagem, puxar o saco, ser bonzinho… me sacrificando, me esforçando, investindo meu tempo nessa relação, tudo para agradar o outro, para que depois o outro me retribua naquilo que mais desejo… fazer o que, tem que ser desse jeito para conseguir o que quero. Mas tem horas que eu me canso de fazer tudo isso, e quero ficar só comigo mesma, longe de todos. Preciso tirar férias e me ausentar de tudo o que me estressa. Ninguém aguenta assim.”
 
Quando ela perceber que não irás mais conseguir o que ela quer de você, poderá cair logo fora da sua vida, ou, no caso da maioria dos homens, começará a se ausentar aos poucos, meio que disfarçando, até fazendo coisas que você não gosta tanto, justamente para você deixar de amar ele e você ser a pessoa a querer romper o relacionamento.
 
Homens, geralmente, não tem coragem de terminar um relacionamento. Eles vão levando, vão vendo até onde conseguem suportar e aí, nesse estágio, vão revelando a verdadeira personalidade deles. Logicamente, você não irá apreciar, pois será praticamente o oposto daquilo que você o conheceu no início. Essa transformação só mostra o quanto você estava enganada e iludida por ele. É hora de encarar a realidade, botar os pés no chão e sair dessa cilada.
 
É provável que esse relacionamento não foi à toa ou um erro total em sua vida, encare como um aprendizado repleto de experiências, e agora você acordou para ficar mais atenta nos seus próximos relacionamentos.
 
Um grande sinal deste tipo de relacionamento é quando você percebe que o outro não tem muito interesse na sua vida pessoal e íntima. Não há uma profundidade em querer saber detalhes da sua personalidade e do seu dia a dia. Parece que o outro só está focado nele mesmo, na vida dele, nas coisas dele que são mais importantes do que tudo, por isso não quer saber da sua vida. Apenas pergunta coisas normais e comuns como, por exemplo, o que você faz, quais são as novidades, com quem você mora, como vai de saúde…
 
Se a pessoa está com você porque quer apenas sexo, irás se contentar em sair com você apenas para isso. Se não houver essa oportunidade, não lhe interessará, criará desculpas e mais desculpas, e enrolações para não poder te encontrar.
 
Nesse relacionamento, você acha que é feliz por ter encontrado essa pessoa maravilhosa e especial, mas se autoengana com os prazeres, pois não está enxergando ou não quer admitir que o outro está te usando, te maltratando, te manipulando e te abusando emocionalmente. Todos os momentos mágicos de alegria são minados com os acontecimentos negativos que o outro provoca, e você aceita!
 
Reveja seus conceitos sobre o que é um relacionamento saudável, respeitoso e harmonioso. Estude ou busque ajuda profissional. Não culpe o outro por ele ser assim. Você simplesmente o atraiu e se encantou com ele porque há coisas mal resolvidas dentro do seu interior. A solução não é se relacionar com uma pessoa assim, porque irás potencializar mais as suas carências internas. O ideal é procurar e entender lá no fundo do seu ser, o que te faz atrair e aceitar esse tipo de pessoa em sua vida.
 
Quais são as suas motivações? Quais são os seus ganhos secundários? Quais são suas feridas emocionais?
 
Essas respostas estão sempre dentro de você. Só você sabe qual é a chave e o melhor caminho para resolver seus problemas, porque foi você mesmo que os criou.
 
Entenda que o outro foi um mal necessário. Depois que você aprendeu a lição, não precisa continuar com essa pessoa. Segue a sua vida agora mais consciente, mais sábio, mais vigilante. Transforme suas dores, perdas, erros, fracassos… em grandes eventos de aprendizados e crescimentos. Agradeça tudo o que aprendeu e experienciou, mesmo tendo sido de uma forma negativa e desagradável, pois era desse jeito que você precisava para se despertar e poder ter relacionamentos cada vez mais edificantes, valorosos e saudáveis.
 
 
 
Deixe o seu Comentário